O Programa


Visando articular agentes e projetos culturais, sugerir maneiras de aproveitar a cidade, propor novos usos para os espaços públicos  e emancipar a comunidade   no cuidado com a cidade,  o programa “Viva A Cultura”, parte da ideia de uma política cultural e ambiental  firmada na hipótese da centralidade da cultura para as políticas públicas e que tenha como fundamento a busca da participação ativa da sociedade de soluções culturais inovadoras para a vida em comum na cidade. Neste contexto, a cidade e os espaços locais, são vistos como ambientes privilegiados da elaboração cultural em constante evolução, constituídos em âmbitos de diversidade criativa e de lócus para prática cidadã.

A cidade pode ser concebida como o lugar privilegiado, onde as políticas públicas locais podem fomentar a diversidade e a pluralidade, uma vez que possibilita a convivência das mais diversas formas de expressão. Neste sentido, a participação na vida cultural e ambiental passa a ser uma esfera pública fundamental, relacionando o âmbito local e o global, a memória e a inovação, num debate criativo e dinâmico.

O diálogo entre identidade e diversidade, indivíduo e coletividade, revela-se como uma ferramenta necessária para garantir tanto a cidadania cultural e ambiental, como a sobrevivência da diversidade e do desenvolvimento cultural e ambiental. Uma simbiose íntima entre cultura, ambiente e a cidade precisa ser formulada, de tal forma, a estimular a capacidade criativa dos territórios, num processo que leve a reinvenção do cotidiano e das  relações de pertencimento, de construção de conhecimento, convivência e proximidade.

 

JUSTIFICATIVA

A necessidade de implementar ações que tenham como objetivo a descentralização das políticas e dos recursos destinados à área cultural e ambiental, legitimando a ação cidadã, a  originalidade criativa dos bairros, favorecendo os setores sociais vulneráveis, defendendo o princípio do direito à cultura, ao meio ambiente sadio e ao conhecimento de todos os cidadãos sem discriminações de nenhum tipo.

 

OBJETIVO GERAL:

Promover a existência dos espaços públicos da cidade e fomentar o seu uso como lugares culturais de relação e convivência. Apoiando e promovendo, mediante diferentes meios e instrumentos, a manutenção e ampliação dos bens e serviços culturais e ambientais , buscando a garantia de acesso a estes, a ampliação da capacidade criativa e participativa da comunidade, a valorização da diversidade cultural, a busca de novas formas de expressão e experimentação de novas linguagens, a reformulação e a interação das tradições e os mecanismos de gestão cultural que detectem novos movimentos culturais e novos talentos artísticos em todo o seu potencial, bem como a participação da comunidade na definição e execução dos procedimentos ambientais que tenham por meta melhor qualidade de vida.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • Estimular a criação, o acesso, a formação e a participação da comunidade no desenvolvimento cultural da cidade. Promovendo a inclusão cultural, estimulando as dinâmicas culturais locais e as criações artísticas.
  • Promover oportunidades de reunir artistas, forças criativas e ideias não apenas em nossos espaços culturais, mas também em lugares e espaços onde transcorremos nosso dia a dia.
  • Transformar os espaços urbanos em estimulo para o convívio e o desenvolvimento cultural;
  • Mediar ações culturais fundamentais ou indispensáveis à experiência estética e cultural da cidade;
  • Promover modos culturais criativos de relacionamento com os equipamentos e problemas da cidade;
  • Incentivar uso, produção e consumo de atividades artísticas locais;
  • Desenvolver redes de conexão e aproximação de atividades, pessoas e lugares;
  • Estimular a criação de gentilezas urbanas;
  • Estimular ações dedicadas á inovação e recriação de espaços públicos e sua funcionalidade;
  • Estimular a formação de plateias;
  • Fortalecer a autoestima do bairro, estimulando a arte e mobilização da comunidade;
  • Promover a continuidade e o desenvolvimento das culturas locais originárias, portadoras de uma relação histórica e interativa com o território;
  • Garantir a expressão e a participação das pessoas com culturas procedentes da imigração ou arraigadas originariamente em outros territórios;
  • Valorizar e promover áreas destinadas à preservação, recuperação e manutenção do patrimônio ambiental, histórico e artístico da cidade;
  • Desenvolver iniciativas educacionais no âmbito da qualificação profissional na área cultural.
  • Promover a Importância da cultura como fator de geração de riqueza e desenvolvimento econômico.

 

PÚBLICO-ALVO

  • Comunidade dos bairros e visitantes.

PERFIL DAS ATIVIDADES DA PROGRAMAÇÃO

  • TEATRO, DANÇA, MÚSICA, CIRCO E CINEMA