VOTAÇÃO – Escolha um nome para a Pinacoteca


Votação on-line vai ocorrer de 10 a 31 de maio

 

A população poderá ajudar na escolha de um nome para a Pinacoteca Municipal de Sorocaba, inaugurada em janeiro deste ano pelo prefeito José Crespo. As três opções de artistas para ser patrono ou patronesse do espaço cultural são: Carlos Roberto Mantovani, Célia Marcassa e Zezé Correa.

CLIQUE E VOTE  ➡ https://forms.gle/jGuwgUBQTuU5Yd7A7.

A consulta pública é uma iniciativa da Secretaria da Cultura (Secult), que visa de uma forma democrática, com a participação da sociedade, escolher um nome para a Pinacoteca Municipal, um espaço importante para a cultura da cidade, especialmente aos artistas visuais. Além disso, é uma forma de preservar a história, valorizar o patrimônio cultural e homenagear um artista de grande relevância, que contribuiu para a cultura de Sorocaba.

Para isso, a ideia da consulta pública foi levada ao Conselho Municipal de Política Cultural (CMPC), solicitando que a Câmara Setorial de Artes Visuais sugerisse os nomes para a votação. De acordo com a Secult, após o término do período de votação, em 31 de maio, será elaborado um projeto de lei que será enviado à Câmara Municipal para aprovação.

CONHEÇA OS NOMES:

Carlos Roberto Mantovani (1950-2003) nasceu em Laranjal Paulista. Foi dramaturgo, ator, diretor de teatro, artista plástico, dançarino, animador cultural e poeta, um grande fomentador da cultura sorocabana dos anos 90 até o início dos anos 2000.

A artista Célia Marcassa (1950-2014) era natural de Bragança Paulista, trabalhou e morou em Sorocaba. Arte-educadora, graduada em Licenciatura e Plástica pela Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), especializou-se em óleo sobre tela, aquarela, técnica mista (textura e colagem) e resistência de materiais.

Já o artista plástico José Correia da Silva (1912-1988), mais conhecido como Zezé Correa, nasceu em Sorocaba e começou sua trajetória artística na pintura, retratando locais da cidade natal. Participou de diversas exposições, ganhando prêmios em diversos municípios brasileiros. Suas obras integram acervos de instituições como o Museu do Centro Cultural Brasil Estados Unidos, em São Paulo, e o Museu Municipal de Itapetininga. Ficou conhecido também por suas obras escultóricas e suas pinturas no estilo Naif.